A poluição e os danos causados na pele


A poluição é mais conhecida como um problema ambiental, sobretudo em relação aos seus efeitos adversos, como o efeito estufa, a diminuição da camada de ozônio, as chuvas ácidas, a perda da biodiversidade, dentre outras coisas. No entanto, é notório também o seu efeito nocivo sobre a nossa saúde, especificamente quando se trata de seus efeitos na pele.

Decorrente da industrialização e da urbanização, estamos diariamente expostos a diversas partículas poluentes suspensas no ar, as quais, de acordo com estudos recentes, conseguem penetrar na pele. Além disso, com o adicional da radiação ultravioleta, essas partículas provocam um efeito favorável à inflamação da pele e um eventual envelhecimento da mesma, bem como alterações na sua pigmentação e até mesmo câncer de pele.

A exposição ao sol, principalmente no que se refere a exposição prolongada à radiação ultravioleta, é a maior causa de envelhecimento por fatores ambientais. No entanto, pouco menos conhecido, mas que são também influentes para o envelhecimento precoce é a exposição ao espectro de luz visível e infravermelho e a poluentes existentes do ar na forma de gases e partículas.

A absorção cutânea e a captação dérmica de contaminantes em gases é um importante e relevante mecanismo de exposição humana à poluição. Os poluentes causados pela matéria particulada podem transportar hidrocarbonetos poliaromáticos (PAHs), que são altamente lipofílicos e, portanto, penetram com facilidade na barreira da pele, uma vez que a sua matriz celular também é lipofílica. Por conta dessa semelhança, é alterado o seu funcionamento, resultando no estresse oxidativo e danos inflamatórios pela reação com proteínas da pele, lipídeos e moléculas de DNA. Além disso, os bifenilos policlorados, outras PMs tóxicas, através da bioacumulação, podem causar deformidades.

Esses processos levam ao aumento de doenças cutâneas inflamatórias, degradação do colágeno e envelhecimento da pele e também podem estar envolvidos na acne, eczema, erupções cutâneas e câncer de pele. Desta forma, a proteção eficaz da pele contra a poluição é muito importante para inibir os riscos à saúde envolvendo os danos intrínsecos a outros órgãos. A critério de como combater essas manifestações cutâneas, existem ativos antipoluição, como exemplo:

  • Pollushield™️

  • Exo-P™️

  • Pollustop®️

  • Filmexel®️

  • Charcoal Powder®️

  • EPS White

A FarmAlfenas Jr. consta em seu portfólio o serviço de formulação e desenvolvimento de cosméticos. Se tiver interesse, entre em contato conosco e descubra mais sobre!


Fonte: IC - Instituto de Cosmetologia e Ciências da Pele


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo