Antinutrientes e relevância na alimentação


Os antinutrientes consistem em substâncias produzidas pelas próprias plantas presentes em nossa dieta, que por vezem tendem a afetar a biodisponibilidade de certos nutrientes quando ingeridos de forma concomitante, sendo as plantas fontes importantes de alimentação, seja pelo seu baixo custo ou por sua variedade de proteínas é interessante haja maior informação a respeito de suas características.

Alguns dos nutrientes que tendem a ser afetados quanto a biodisponibilidade quando há consumo dos antinutrientes são o cálcio, ferro, potássio, magnésio e zinco, por exemplo.

E apesar de inicialmente parecerem alvos a serem evitados durante a alimentação não é este o caso, muitos deles tendem a ser bastante benéficos em sua utilização, e para chegar a causar algum mal necessitariam ser consumidos em doses absurdas.

São diversos os benefícios da ingestão dos antinutrientes, a ponte de muitos deles estarem se tornando alvos dos chamados natucêuticos e funcionais.

Abordaremos a seguir algumas das classes de tais espécies.


  • Saponinas, encontradas geralmente em leguminosas podem ser relacionadas a um menor risco de cânceres, redução de colesterol, menos cáries, diminuem a resposta do açúcar no sangue, além de reduzir o risco de pedras no rim, ainda combatem a coagulação do sangue (diretamente relacionada a ocorrência de ataques cardíacos e também os chamados AVCs).

  • Lectinas, comumente encontradas em grãos e leguminosas atuando no combate a doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e sobrepeso, e ainda alguns tipos de câncer.

  • Taninos facilmente encontrados em chás, cafés, carnes e queijos processados, são importantes agentes antioxidantes que podem atuar inibindo o crescimento de diversos microrganismos como vírus, bactérias, fungos (filamentosos e leveduras), além de reduzir os níveis de colesterol e pressão arterial.

  • Fitatos, encontrado em cerais, bem como trigo, cevada, arroz, milho, entre outros, estando relacionados a um aumento das funções imunológicas e morte das células cancerígenas, além de propriedades antioxidantes, contribuindo para que haja uma melhora em casos inflamatórios

  • Glucosinolatos, encontrados em vegetais como é o caso da couve-flor, atuando também contra o crescimento de células cancerígenas.


Porém como nem tudo é apenas vantagens, há também certos antinutrientes que devem ser evitados como é o caso dos oxalatos que tendem a ter efeitos negativos no organismo, entre os alimentos nos quais são encontrados pode-se citar frutas vermelhas, beterraba, batata-doce, laranjas, refrigerantes, chocolates, entre outros, seu grande efeito negativo se dá pela sua ligação como cálcio gerando sua eliminação, além de trazer uma relativa propensão a pedras nos rins para certas pessoas.

É importante ressaltar quanto a necessidade de se manter uma dieta balanceada e saudável, e por fim quanto aos antinutrientes é válido lembrar que os benefícios de seu uso ainda superam seus malefícios, contudo é preciso ter moderação, e ainda parte destas substâncias tendem a se perder quando se cozinha os alimentos ou deixados em altas temperaturas. Fontes: https://www.researchgate.net/publication/256848156_ANTINUTRIENTES_NA_ALIMENTACAO_HUMANA https://www.bbc.com/portuguese/geral-55933361

1 visualização0 comentário
Atendimento
Redes Sociais
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn
Endereço

Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700

Centro – Alfenas/MG

Prédio K - sala 107A

FAJr.

____________________________________________
© 2020 FARMALFENAS JÚNIOR