Autoteste COVID-19: O que preciso saber?

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou nessa sexta-feira (28/01), a venda e utilização de autotestes de Covid-19 no Brasil.





1. Mas como isso irá funcionar? Os exames poderão ser adquiridos unicamente em farmácias ou drogarias e serão feitos em casa, pelo próprio paciente, para acompanhamento da doença. Porém, eles não serão conclusivos para um

diagnóstico concreto, segundo a Anvisa. Ou seja, assim que o autoteste apontar como “positivo”, será necessário que o paciente se submeta a um teste PCR.



2. Qual a finalidade do autoteste COVID? O autoteste trás para a população brasileira um aumento da possibilidade e facilidade de diagnóstico, servindo como triagem para um atendimento médico e agilizando as medidas de isolamento de pacientes positivados.



3. Como é realizado o autoteste COVID? O paciente que possuir o kit, irá coletar secreções do nariz ou da boca com um cotonete. Após isso, a amostra será introduzida em um processo químico e colocada para a testagem. O resultado aparecerá após 15 minutos.

É muito importante se atentar às indicações do fabricante quanto o manuseamento e armazenamento dos kits, para que eles possam exercer corretamente sua função.



O autoteste já é usado como estratégia de saúde pública em países como Estados Unidos e é comercializado por U$20 (cerca de R$108). Fique atento as notícias.



Fonte: https://www.cnnbrasil.com.br/saude/saiba-como-funciona-o-autoteste-de-covid-19-autorizado-pela-anvisa/


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo