Combate aos álcoois irregulares! Como identificá-los?

Em tempos de pandemia, um dos produtos mais vendidos tem sido o álcool, tanto líquido (70%) quanto em gel. No entanto, deve-se tomar cuidado para não adquirir um produto que esteja fora das normas da vigilância sanitária, uma vez que este pode não ser eficaz, ou seja, não ser antisséptico e, consequentemente, será um problema na atual situação de emergência e não uma forma de ajudar a combatê-la.

Dessa forma, o Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos contra a Propriedade Intelectual (CNCP), o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e a Anvisa alertam para o consumidor não adquirir álcool em gel de fornecedores que não sejam supermercados, mercados ou farmácias. Em caso de dúvidas, todo produto aprovado pode ser checado no portal da Anvisa, em “Consulte produtos”.

Além disso, o consumidor pode fazer uma avaliação rápida do produto, observando se a rotulagem apresenta, além do número de registro ou notificação, o nome da empresa, seu CNPJ, autorização de funcionamento na Anvisa, endereço, orientações de uso e cuidados com o produto. Essas são as características que são encontradas em um produto regular.

Vale ressaltar, que é recomendado o uso do álcool líquido 70% GL apenas para desinfecção das superfícies fixas e inanimadas. Para higienização das mãos deve ser priorizada a lavagem com água e sabão. Apenas quando isso não for possível é sugerida a utilização de preparações alcoólicas adquiridas em estabelecimentos regulares.

FONTE: ANVISA <http://portal.anvisa.gov.br/ultimas-noticias#>

Publicado em 16/04/2020.

24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo