Vacina para câncer de mama é sucesso em camundongos



Segundo a última pesquisa realizada pela Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC) sobre a incidência do câncer no mundo, o câncer de mama se configura como um dos três tipos de maior incidência, junto com o de pulmão e o colorretal, sendo ainda o que mais acomete mulheres no mundo, neste sentido diversas pesquisas vem sendo realizadas, entre elas a que abordaremos aqui, sobre a vacina que combate este tipo de câncer, que tem apresentado resultados positivos nos teste com camundongos.

Apesar de o estudo, realizado em associação da Universidade de Harvard com o Instituto do Câncer Dana-Farber, estar ainda em fase inicial tem demonstrado bons resultados, apresentando uma técnica capaz de destruir as células cancerosas e também de criar memória imunológica, que forneceu proteção contra o ressurgimento do tumor.

Essas vacinas na verdade atuam de modo muito semelhante a um medicamento, uma vez que seu uso se dá quando já se apresenta o quadro de câncer.

A principal estratégia dessas vacinas consiste em pegar moléculas das células cancerosas e usar nelas substâncias que permitam que o corpo as reconheça e as destrua, visando, dessa maneira driblar o principal mecanismo de ação do câncer, que é justamente impedir que o corpo identifique o crescimento desordenado das células do próprio paciente como uma ameaça.

Lembrando ainda, que o estudo teve como alvo o câncer de mama triplo negativo, que representa 15% dos casos de câncer de mama no mundo, é mais frequente entre mulheres jovens e é considerado o mais agressivo.


Fonte: G1

1 visualização0 comentário